Prefeitura Municipal de Ipatinga - Educa Cidade

Previsão do tempo

Sexta-feira - 26/05

Mínima: 18°C
Máxima: 25°C
Situação: Parcialmente Nublado
IUV: 6.0

Você sabia?
Imprimir Email

Assistência Social

Ipatinga decide se religar à Rede Leste de Banco de Alimentos

por SECOM/PMI

26/01/2017 11:26

Representantes da Relba (Rede Leste de Bancos de Alimentos) estiveram reunidos na Secretaria Municipal de Assistência Social, na quarta-feira (25), para propor que Ipatinga volte a aderir ao organismo, do qual se desvinculou há anos. 

Há dez anos, Ipatinga participava ativamente do programa e através dele abastecia creches, asilos, escolas públicas e inclusive o Restaurante Popular. Objetivando retornar à Rede, o município deverá participar de algumas reuniões a serem realizadas na cidade de Piedade de Caratinga, no próximo mês. 

RESTAURANTE POPULAR
O secretário de Assistência Social José Osmir, que participou da reunião juntamente com o vice-prefeito de Piedade de Caratinga, José Nilton da Silva, ressaltou que “o banco de alimentos é o maior mecanismo contra o desperdício que há no Estado” e disse entender que “precisamos reativar o nosso”.
Ele explicou: “Há muitos municípios ao nosso redor que são produtores de alimentos, com uma agricultura forte. Não só podemos como devemos nos tornar mercado consumidor destes produtores. Além de tudo, esta parceria vai nos render recursos estaduais e federais. Queremos voltar com o Restaurante Popular e estamos criando condições para isto se tornar realidade. No passado tínhamos 144 entidades assistenciais que recebiam alimentos de nosso banco de alimentos e pretendemos reativar isso também”, observa.  

A Relba é constituída atualmente de 17 bancos de alimentos. Na região, uma das vertentes da rede integrada de municípios se estende de Manhuaçu até Governador Valadares. Outra vai de Alvarenga a Itabira.

CIDADE-REFERÊNCIA
“Ipatinga era referência nacional em banco de alimentos, agricultura familiar e o Restaurante Popular, tudo em pleno funcionamento. Isso era para atender a população em insegurança alimentar do município e sabemos que alimento é sinônimo de vida. Depois o município passou a não mais dar o devido apoio a estas pessoas. 

Esta primeira reunião sinaliza para que a prefeitura comece a voltar aos eixos em relação a esse assunto”, comentou Clarissa Calais, representante do Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Minas Gerais (Consea-MG). Há 17 anos trabalhando neste setor, a técnica esteve diretamente ligada à implantação do Banco de Alimentos e Restaurante Popular em Ipatinga. 
 
O secretário-geral da Relba, João Paulo de Paiva Ramos, acrescentou que “pelo porte do município de Ipatinga, é muito interessante que ele volte a fazer parte da Rede, que se trata do maior banco de alimentos do país. É inadmissível para nós que uma cidade deste porte fique fora das políticas de segurança alimentar”, opinou.
 



Matérias relacionadas

    Final do corpo do documento e conteúdo da página
    • Portal F�cil
    • 2016 | Todos os direitos Reservados - Prefeitura Municipal de Ipatinga - CNPJ 19.876.424/0001-42 Avenida Maria Jorge Selim de Sales, 100 Centro - Telefone: (031) 3829-8000 CEP 35160-011 Ipatinga - Minas Gerais
    • Desenvolvido por Actcon.net